Ok
Notícias
Economia: a Fé para superar o desemprego pós-covid19

A Palavra de Deus oferece princípios, orientações e valores, assim como indicações de formas ou maneiras eficazes, para superar e vencer qualquer crise, inclusive a econômica e da falta de vagas de trabalho. O desempregado é afligido por vários sentimentos negativos: medo do futuro, de não conseguir dar de comer aos filhos, de não ter o básico para viver, de ficar com o nome sujo, de não conseguir mais honrar seus compromissos

A economia brasileira segue em crise, e o desemprego bate recordes. Já passamos dos 13 milhões de brasileiros desempregados e o problema vem tirando a paz e a felicidade de muita gente, especialmente das famílias. Em agosto de 2020, o país bateu o seu recorde de desempregados, com uma taxa de 14%, e um total de 7 milhões de indivíduos.

O desemprego no Brasil se concentra entre os jovens de 14 a 24 anos e é maior entre as mulheres. Nos mercados de bens e serviços as famílias são compradoras e as empresas, vendedoras. Em outras palavras, as famílias compram os bens e serviços produzidos pelas empresas. Nos mercados de fatores de produção, as famílias são vendedoras e as empresas, compradoras.

Nestes mercados, as famílias oferecem às empresas os insumos necessários à produção de bens e serviços. O diagrama do fluxo circular da renda oferece uma forma simples de organizar todas as transações econômicas que ocorrem e torno das famílias e das empresas na economia.

Quando uma guerra no Oriente Médio interrompe o fluxo de petróleo cru, por exemplo, seus preços disparam em todo o mundo. Para os formuladores de políticas econômicas, esse fato coloca uma escolha difícil quanto às medidas mais adequadas a serem implementadas. Mas para os cientistas econômicos, tal fato proporciona uma oportunidade de estudar os impactos de um produto natural de fundamental importância sobre a economia mundial, e essa oportunidade persiste muito tempo depois do fim do aumento dos preços do petróleo.

Esses episódios são valiosos, para o estudo porque nos permitem ver como a economia funcionou no passado, e sobretudo, porque nos permitem ilustrar e avaliar as teorias econômicas do presente. A economia é uma ciência social, ou seja, estuda as interações entre as atividades e decisões individuais e seu impacto para a sociedade em seu conjunto, ou para os diversos grupos que a compõem.

Por isso, ela interage com outras ciências sociais, como o direito, a sociologia, a história e a ciência política. Robinson Crusoé sozinho numa ilha não é um tema de estudo econômico, a não ser por contraste com outras pessoas interagindo entre si. A economia do desenvolvimento estuda fatores que explicam o crescimento econômico – o aumento na produção per capita de um país ao longo de um extenso período de tempo.

Os mesmos fatores são usados para explicar diferenças no nível de produção per capita entre países. A análise frequentemente gira em torno de identificar as causas para essa inércia e suas implicações para que se alcance o equilíbrio de longo prazo previsto pela teoria. Exemplos em mercados específicos incluem níveis de salário nos mercados de trabalho e preços estabelecidos em mercados que se desviam da competição perfeita.

A teoria econômica do marginalismo aplica os conceitos de marginalidade na economia. O conceito de marginalidade dá relevância ao significado da variação da quantidade de um bem ou serviço, por oposição ao significado da quantidade como um todo. Mais especificamente, o conceito central ao marginalismo propriamente dito é a utilidade marginal, mas uma corrente seguidora de Alfred Marshall baseou-se mais fortemente no conceito de produtividade marginal física para a explicação do custo.

Fatores muito estudados incluem a taxa de investimento, crescimento populacional, e mudança tecnológica. Que estão representados em formas empíricas e teóricas (como no modelo de crescimento neoclássico) e na contabilidade do crescimento. O campo distinto da economia do desenvolvimento examina aspectos econômicos do processo de desenvolvimento em países de baixa renda focando em mudanças estruturais, pobreza, e crescimento econômico.

Abordagens em economia do desenvolvimento frequentemente incorporam fatores políticos e sociais. Economia é uma ciência social, cujos principais objetivos são estudar, analisar, compreender e propor soluções econômicas para empresas e países. Logo, a Economia trabalha com dados econômicos e sistemas de análises relacionados aos diversos setores da economia (comércio, indústria, serviços, etc.).

A economia do conhecimento também é vista como o mais recente estágio de desenvolvimento da reestruturação econômica global. Uma aplicação no mundo real pode ser tentar medir o quanto as variáveis que alteram a oferta e a demanda afetam o preço e a quantidade. A teoria elementar da oferta e demanda prediz que o equilíbrio será alcançado, mas não a velocidade de ajuste que pode ser provocado por alterações na oferta e/ou demanda.

Em muitas áreas, alguma forma de "inércia" do preço é postulada para explicar porque quantidades - e não preços - sofrem ajustes no curto prazo, devido a alterações tanto no lado da oferta quanto no da demanda. Mas traçar os efeitos dos fatores que de acordo com a teoria alteram a oferta e a demanda - e através delas, o preço e a quantidade - é o exercício habitual da microeconomia e macroeconomia aplicadas.

A teoria econômica pode especificar sob que circunstâncias os preços podem funcionar como um mecanismo de comunicação eficiente para regular a quantidade. O desemprego friccional é devido ao desemprego voluntário ao procurar um emprego diferente.

O desemprego estrutural é atribuído a uma força de trabalho menos qualificada. Para permanecerem relevantes, os trabalhadores precisavam ter um computador atualizado e habilidades técnicas para que pudessem gerenciar os robôs que operam as máquinas onde costumavam trabalhar. No momento em que o desemprego cíclico começa, as economias geralmente já estão em recessão.

As empresas geralmente esperam até ter certeza de que a crise é severa o suficiente para justificar dispensas antes de iniciá-las. Um desempregado é um indivíduo que faz parte da população ativa, está disponível em em idade de trabalhar, e que anda à procura de emprego embora sem sucesso. Neste caso, não deve ser apresentada a declaração de situação de desemprego, Mod.RP5044-DGSS.

Prova de ação judicial contra a entidade empregadora, se o beneficiário invocar justa causa de despedimento e a entidade empregadora tiver invocado outro motivo, na Declaração Mod.RP5044-DGSS, que caracterize o desemprego como voluntário.

O formulário referido está disponível no canto superior direito na “Documentação relacionada” ou em qualquer serviço de atendimento da Segurança Social. prestar informações falsas, omitir informações ou utilizar meios fraudulentos para obter o subsídio ou influenciar o montante da prestação a receber.

Considera-se relevante a prestação de trabalho em regime de voluntariado e a prestação de trabalho de utilidade social a favor de entidades sem fins lucrativos desde que se encontre salvaguardada a sua compatibilidade com a procura ativa de emprego. Excedendo 25% do horário de trabalho da oferta de emprego, não seja superior ao tempo de deslocação no emprego imediatamente anterior.

Recuse, de forma injustificada, a continuação ao serviço no termo do contrato, se essa continuação lhe tiver sido proposta ou decorrer do incumprimento, pelo empregador, do prazo de aviso prévio de caducidade. b) Nas empresas que empreguem mais de 250 trabalhadores, são consideradas as cessações de contrato de trabalho até 62 trabalhadores inclusive, ou até 20% do quadro de pessoal, com um limite máximo de 80 trabalhadores.

Estiver a receber o pagamento das férias não gozadas na vigência do contrato de trabalho (suspende pelo número de dias de férias pagas e não gozadas).

O mercado financeiro estima para 2021 um crescimento de 5,05% do PIB brasileiro e inflação de 5,97%, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central. “Isso mostra que vem aumentando o número de trabalhadores que têm disponibilidade para trabalhar mais horas do que aquelas habitualmente trabalhadas”, explica a analista.

O ritmo de crescimento dos subocupados por insuficiência de horas trabalhadas é maior que o da população ocupada, com avanço de 18,3% (mais 1,1 milhão de pessoas) frente ao mesmo trimestre de 2020. Já a massa de rendimentos somou R$ 212,3 bilhões, o que representa um volume 5,4% menor (menos R$ 12,1 bilhões) do que o registrado no mesmo trimestre do ano passado. "Essa taxa e o contingente de desocupados mantêm o recorde registrado no trimestre encerrado em março, o maior da série desde 2012", destacou o IBGE.

O INE demonstra que a população desempregada em Portugal, estimada em 469,9 mil indivíduos no período em análise, registou um acréscimo homólogo de 9,4% (40,2 mil indivíduos) e trimestral de 2,5%

 

 



Qual sua opinião sobre esta noticia?
Deixe seu Comentário abaixo:
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastor Geziel Gomes
Pastor Reuel Bernardino
Pastor Billy Graham
Apóstolo Agenor Duque
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Adeildo Costa
Bispa Lucia Rodovalho
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Paulo Marcelo
Pastor Benny Hinn
Pastor Silas Malafaia
Pastora Joyce Meyer
Pastor Samuel Ferreira
Missionário David Miranda
Pastor Cesino Bernardino
Pastor Aluizio Silva
Pastor Oseias Gomes
Bispo Rodovalho
Pastor Josué Gonçalves
Apóstolo César Augusto
Pastor Samuel Mariano
Pastor Lucinho
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Pastor Julio Ribeiro
Pastora Sarah Sheeva
Missionário RR Soares
Pastora Helena Tannure
Pastor Elson de Assis
Pastor Gilmar Santos
Pastor Márcio Valadão
Apóstolo Estevam Hernandes
Pastor Abílio Santana
Pastor Samuel Camara
Apóstolo Valdemiro Santiago
Pastor Jorge Linhares
Pastor Adão Santos
Pastor Marco Feliciano
Pastora Bianca Toledo
Bispa Ingrid Duque
Pastor Yossef Akiva
Pastor Claudio Duarte
Pastor Hidekazu Takayama
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Pastor Carvalho Junior
Pastor Gilvan Rodrigues

O Seminário Gospel oferece cursos livres de confissão religiosa cristã que são totalmente à distância, você estuda em casa, são livres de heresias e doutrinas antibiblicas, sem vinculo com o MEC, são monitorados por Igrejas, Pastores e Teólogos de Grandes Ministérios totalmente baseado na Santa Palavra de Deus, ao final você recebe DOCUMENTAÇÃO INTERNACIONAL valida no âmbito religioso.

Notícias de Cantores
Cantora Lea Mendonça
Cantora Cassiane
Cantora Ana Paula Valadão
Ministério Renascer Praise
Cantor Marquinhos Gomes
Cantor Davi Sacer
Cantora Alda Célia
Cantora Shirley Carvalhaes
Cantora Rose Nascimento
Cantora Elaine de Jesus
Cantora Ludmila Ferber
Cantora Nivea Soares
Cantora Bruna Karla
Banda Oficina G3
Cantor Kleber Lucas
Cantora Damares
Cantor André Valadão
Voz da Verdade
Cantor Fernandinho
Cantora Cristina Mel
Cantora Lauriete
Cantora Fernanda Brum
Cantora Andrea Fontes
Cantora Karen Martins
Cantora Eyshila
Cantor Mattos Nascimento
Cantor Irmão Lázaro
Cantora Aline Barros
Cantor Regis Danese
Cantora Mara Lima
Ministério Diante do Trono